feito com muito amor pela mamã #05 [in love with 'hamburger liebe' fabric]

maio 20, 2016

Hoje vou mostrar-vos algumas das coisas que andei a costurar nas últimas semanas.
Descobri uns tecidos novos pelos quais me apaixonei... Nem vos vou mostrar o monte enorme de tecidos que comprei (o R. ficou fulo comigo, e o pior é que ele tem razão...)! Desta vez é de vez, não vão aparecer tecidos novos nesta casa nos próximos meses *!!!

[* há um asterisco :) uma única excepção: uma pequenina encomenda a uma amiga que está de férias no Japão. É quase sentimental: quero fazer algo para a Olívia com um tecido que veio do Japão "em mão", e não numa encomenda por correio... Faz sentido, certo?]

Apresento-vos o padrão do momento. É da colecção Five O'Clock, Hamburger Liebe by Hilco.
Eu nem sou nada de rosas, mas estou completamente rendida a este [ups! também comprei em azul...]. O detalhe do gato na fotografia é de um galão comprado na Rosa Pomar.


Comecei por repetir o molde do costume... (sim, tenho um problema. Quando gosto muito de algo, repito-o até à exaustão... Além disso, se há peça de roupa que a Olívia pode precisar, são blusas de manga comprida... Mas bem, agora acho que já não precisa de todo!). Desta vez reduzi a largura do corpo do molde, e substituí o franzido por pregas. Resultou mesmo bem, pois consegui combinar tudo isto com o padrão do tecido. Vejam nas fotos como fiz.




Pela primeira vez tentei um "stitch in the ditch", e a verdade é que correu muito bem. Bem mais fácil que fazer o acabamento à mão, como sempre fiz até aqui. Nesta blusa, todos os acabamentos (ok, excepto os botões) foram cosidos na máquina :)

Não vou falar-vos das mangas... Já usei este molde antes aqui e aqui, e desta vez, já muito farta de coser e descoser, deixei um franzido muito pequenino nas mangas.... E decidi que se voltar a fazer este molde, hei-de alterar alguma coisa para ser mais fácil embeber as mangas... É que elas pura e simplesmente não cabem onde é suposto :(

Em vez de botões, utilizei molas de pressão de metal. Comprei um alicate numa retrosaria da Rua da Conceição, em Lisboa [e uma agulha dupla!! é tão espectacular! já fiz umas experiências numa malha linda, também da hamburger liebe / hilco, mas não vos vou falar mais disso por agora].

A melhor parte, foi mesmo quando consegui vestir a blusinha na Olívia. Sou suspeita enquanto mãe, mas... ela fica linda :) :)




molde: La tunique à empiècement, do livro Nouveaux intemporels pour enfants (Astrid Le Provost / Citronille) [com algumas modificações]
tamanho: 2 anos
tecido: popeline da colecção Five O'Clock, Hamburger Liebe by Hilco


Além desta blusinha, testei com o mesmo tecido um molde novo, do mesmo livro, muito parecido, mas sem mangas. Fiz o tamanho acima, 4 anos. Também fiz algumas modificações: reduzi a largura do corpo, forrei a parte de cima da blusa, e terminei as cavas com uma fita de viés (processo esse que me fez sentir uma verdadeira nabiça da costura... ficou tão imperfeito...). Deixo-vos algumas fotografias.



molde: Le patit haut sans manches, do livro Nouveaux intemporels pour enfants (Astrid Le Provost / Citronille)
tamanho: 4 anos
tecido: popeline da colecção Five O'Clock, Hamburger Liebe by Hilco


Fiquem atentos, espero mostrar-vos em breve algumas experiências com malhas. E também mais alguns dos padrões da hamburger liebe que tenho cá por casa. Boas costuras!

You Might Also Like

5 comentários

  1. Também tens um R ;-) não vejo as imperfeições que falas nesse viés mas podias ter metido o viés para dentro que também fica super giro e as "imperfeições" que só tu vês não incomodam tanto. Eu gosto muito das duas versões. beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Patrícia! Boa, alguém me lê :)
      As instruções diziam para coser o viés por dentro, mas quis experimentar assim... O que não gosto é que o viés ficou virado para fora na base da cava... Imagino que, quando bem aplicado, isso não aconteça... Ou será que acontece sempre? A próxima versão será com viés por dentro :) Beijinhos.

      Eliminar
    2. Acho que acaba por acontecer sempre devido à estrutura da manga, a sua construção. O viés por dentro acompanha a cava em vez de a acentuar... parece-me a mim. ;-) beijinhos

      Eliminar
  2. Há mais alguém a ler....(Só conheci hoje o blog, mas estou a gostar imenso). E gosto muito dos seus trabalhos.
    Eu n tenho meninas "por perto", mas se tivesse aderia ao seu bom gosto. Continue a fazer, que eu continuo a ler!
    Tenho uma vontade doida de costurar estas blusas/vestidos/outras coisas tão giras, mas vou ter de esperar pelas minhas netas (sim, vou sentar-me pois faltam MUUUUIIIITTOOOOSSSS anos.....).
    Bjinho e bom trabalho
    Susana

    ResponderEliminar

Subscribe